[vc_row][vc_column][vc_wp_text]

Estamos passando pelas maiores revoluções tecnológicas de todos os tempos: os meios de transporte estão mais rápidos, os aplicativos e softwares estão cada vez mais inteligentes e os canais de comunicação nunca foram tão dinâmicos. Passamos o último século aprimorando a capacidade produtiva a ponto de mudar completamente a nossa rotina, porém a sensação de que ainda não temos o tempo necessário persiste…

[/vc_wp_text][thim-heading title=”Nós temos mais tempo!” title_uppercase=”” textcolor=”#ffaa04″ size=”h5″ title_custom=”custom” font_size=”25″ font_weight=”” clone_title=”” line=””][vc_column_text]Quando começamos a desenvolver o método MindSetividade de Gestão do Tempo e Outlook, a primeira explicação que passou pela mente foi que “hoje trabalhamos mais do que antes”, no entanto há poucos indícios de que a escassez de tempo se deva a isso. Há estudos que calculam de 24 a 36 horas livres por mês a mais, se comparado há 50 anos e, além disso, trabalhamos 3,6 horas semanais a menos do que em relação há 1950, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).[/vc_column_text][thim-single-images image=”8565″][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]Existem aplicativos para diversas necessidades, seja para gerir compromissos, comer, fazer transações bancárias, ir de um lugar a outro, enfim… Temos solução para tudo! Então, para onde vai todo esse tempo livre?

A tecnologia mudou a forma de fazer a gestão do trabalho e otimizou processos, porém trouxe outros problemas. Atualmente a questão não é como ganhar mais tempo ou ser mais produtivo, é como gerar resultados melhores e mais efetivos.[/vc_column_text][thim-heading title=”Se não falta tempo, o que falta então?” title_uppercase=”” textcolor=”#ffaa04″ size=”h5″ title_custom=”custom” font_size=”25″ font_weight=”” clone_title=”” line=””][vc_column_text]As prioridades mudam mais rápido do que podemos acompanhar e é quase impossível dar conta de todas elas dentro do prazo em que precisam ser concluídas.

Nesse cenário dinâmico, percebemos que só produzir e organizar tarefas não tem o efeito necessário. Segundo um estudo com 35 mil colaboradores de diversos países realizado pela Potential Project, somente 12% da falta de produtividade é causada pelo excesso de demanda, enquanto que 26% das distrações são geradas por solicitações de outras pessoas. Entretanto, o dado mais importante desta pesquisa é que 96% alegam que o principal causador do baixo resultado é a falta de foco.[/vc_column_text][thim-single-images image=”8566″][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]O segredo está em priorizar e focar os esforços no que traz os melhores resultados, aqueles que realmente impactam nosso trabalho e é por isso que elaboramos o método MindSetividade de Gestão do Tempo e Outlook. Aplicando os conceitos que apresentamos no workshop, podemos ver o tempo e trabalho de maneira diferente e ter mais atenção aos impactos que realmente produzimos.[/vc_column_text][vc_column_text css=”.vc_custom_1559563788349{padding-bottom: -20px !important;}”]

Desenvolvemos 7 pilares que consideramos essenciais para que você mantenha o foco no que realmente gera resultado.

[/vc_column_text][thim-single-images on_click_action=”custom-link” image_alignment=”center” image=”8574″ image_link=”https://educacao.lumen.com.vc/info-mais-tempo”][vc_empty_space height=”20px”][vc_column_text]Fonte:

Vale a pena trocar dinheiro por tempo?, Harvard Business Review Brasil, 5 abr 2019.

Are You Having Trouble Focusing? These Simple Strategies Will Help, Harvard Business Review, 26 dez 2017[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *